Governo Federal investe mais de R$ 40 milhões em reforma do Museu da Língua Portuguesa

Na semana internacional da Língua Portuguesa, Centro Cultural reabre e recebe exposição temporária.

DA REDAÇÃO - Fausto Martins
05/05/2021 – 14:09 

O Museu da Língua Portuguesa, fechado em 2015 para reforma, devido a um incêndio, reabre durante 04 dias para exposição online. A data oficial para reabertura está marcada para o dia 17 de julho, segundo governo do Estado de São Paulo. 

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O Governo Federal é o responsável pela reforma do Museu da Língua Portuguesa com investimento de mais de 40 milhões de reais, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura que contemplou o desenvolvimento de projetos e implantação da museografia, em decorrência do incêndio ocorrido em 21 de dezembro de 2015, bem como a reformulação do conteúdo museológico do Museu da Língua Portuguesa e a implantação de projeto de acessibilidade para pessoas com deficiência visual, auditiva, motora, intelectual e mobilidade reduzida.

A língua é o que nos une e permite a troca de conhecimento entre os homens, o Museu da Língua Portuguesa retornará como símbolo arquitetônico ainda mais forte ao integrar-se com seu entorno e possibilitar o acesso de cada vez mais pessoas. Compreender a nossa história, o nosso povo e a nossa língua é importante, assim como o modo que habitamos os espaços - seja de um museu, de uma estação ou da cidade - é um passo fundamental para uma civilização em constante mudança e que busca o melhor para si. O Governo Federal segue atuando pela preservação da nossa história.

Exposição:

Os cinco dias de atividades gratuitas começaram na última terça (3) e vão até sexta (7), incluindo "lives" e exibições de vídeos. A programação inclui a visita presencial especial à exposição temporária Língua Solta, para um público total de 160 pessoas (10 por vez), com acesso exclusivamente mediante emissão antecipada de ingressos pela internet, o que já esgotou-se.

A programação desta celebração à Língua Portuguesa inclui participação de artistas e escritores internacionais. Nomes como o músico Tom Zé; e Maria Bethânia, que farão performances dos textos de Fernando Pessoa. E um encontro virtual ao vivo com os escritores Mia Couto (Moçambique), José Eduardo Agualusa (Angola) e Inês Pedrosa (Portugal), que debaterão o valor desta que a segunda língua mais falada do planeta. 

© Copyright 2021 C.A.S Comunicação. All Rights Reserved.

How to start your own website - Get now